Quem sou eu Artigos Fotos com o deputado Deu na Imprensa Notícias Fale com o Junji Fale com o Junji
   
   
   
 
E-mail:
 
 
 

Convenção do MDB

  Confirmados Skaf, Junji e Juliano Abe
Convenção estadual do MDB homologa candidaturas de Paulo Skaf a governador, do deputado federal Junji à reeleição e de Juliano Abe, vice-prefeito mogiano, a deputado estadual
28/07/2018 Enviar por e-mail Versão para Impressão acessos
101
Junji, Skaf, Carla, Meirelles e Juliano Abe: #MDBmoveSP
 
As candidaturas de Paulo Skaf a governador de São Paulo, do deputado federal Junji Abe à reeleição e do seu filho Juliano Abe, vice-prefeito de Mogi das Cruzes, a deputado estadual, foram homologadas, assim como as dos demais emedebistas paulistas que disputarão cargos públicos nas eleições deste ano.

A oficialização ocorreu neste sábado (28/07/2018), em São Paulo, durante convenção estadual do MDB – Movimento Democrático Brasileiro, que confirmou ainda a tenente-coronel da Polícia Militar Carla Danielle Basson como vice na chapa encabeçada por Skaf. Também está sacramentado o nome de Maria Aparecida Pinto, a Cidinha, presidente do MDB Afro de São Paulo, na disputa pelo Senado. Permanece em aberto quem será o outro candidato do partido a senador. A senadora Marta Suplicy pediu aos emedebistas que aguardem até o final da próxima semana, para que ela decida se irá ou não concorrer à reeleição.

Em nível nacional, o MDB realizará convenção no próximo sábado, dia 4, para definir se homologará o ex-ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, como o candidato do partido à Presidência da República. Presente ao encontro, o presidenciável reiterou estar preparado para comandar o País, dentro da premissa de “garantir dignidade aos brasileiros, com a oferta de serviços essenciais, como educação, saúde e segurança, à altura das necessidades do povo”.

O MDB paulista já selou apoio, nas palavras de Skaf, dirigidas ao presidenciável: “É o melhor candidato para governar o Brasil. Estaremos lado a lado aqui em São Paulo. Conte conosco!”

O que seria um evento formal ganhou o tom de festa democrática, com a maciça participação de filiados, grande parte das Regiões do Alto Tietê, Vale do Paraíba e Litoral Norte, onde o MDB tem a coordenação de Junji, auxiliado por Juliano. Em faixas e gritos de guerra, a família emedebista consolidou o compromisso com a missão de fortalecer o partido, garantindo a representatividade dos seus escolhidos nas próximas eleições.

Com o histórico de mais de 50 anos de vida pública, Junji exerce o segundo mandato na Câmara Federal (assumiu em 21 de fevereiro último), foi prefeito de Mogi das Cruzes por oito anos seguidos (2001 a 2008), três vezes deputado estadual (1991 a 2000) e vereador mogiano (1973 a 1976), eleito com a maior votação da história da Cidade – 13% do colégio eleitoral. “Vamos para mais uma disputa nas urnas, levando nossa bagagem de trabalho e os planos de construir, com a sociedade, as esperadas melhorias. Seguimos firme na missão de eleger Skaf governador pelo bem de São Paulo.”

Na visão de Junji, “é tempo de superação”. O descontentamento generalizado com a totalidade dos serviços públicos prestados, além do monstruoso desemprego que agrava a revolta com a classe política, tem de servir de motivação para escolher certo nas eleições. “Depositem nas urnas as soluções para transformar a sociedade”, apelou.

Juliano Abe, que estreou na política em 2012 e foi eleito vereador com a maior votação do Alto Tietê, fará sua primeira participação numa disputa em nível estadual. “Tenho orgulho de fazer parte desse time. Que inspira dedicação, empenho e confiança. O Estado de SP precisa de mudanças urgentes. E Paulo Skaf é, sem dúvidas, o mais preparado para essa guinada!", apregoou o vice-prefeito.

Primeira mulher, tenente-coronel da Polícia Militar, a disputar o cargo de vice-governadora de São Paulo, Carla discursou com entusiasmo. “Tenho experiência em segurança pública e quero contribuir com isso para o Estado. Hoje, a mulher vive uma situação de insegurança. Precisamos de ações para mudar esse cenário!”

Também uma inovação no cenário político feminino, a pré-candidata a senadora Cidinha agradeceu a todos que viajaram o Estado para participar da convenção. “É hora de nos unirmos. Este encontro marca a força da mulher!”, pontuou a primeira afrodescendente a concorrer a senadora por São Paulo. O presidente estadual do MDB, deputado federal Baleia Rossi, lembrou que a chapa majoritária pode contar com mais uma representante feminina, a senadora Marta Suplicy.

Isso significa 75% de mulheres só na cabeça de chapa (governador, vice e senadores), enquanto a cota diz 30% de representação feminina, como observou Skaf. “É prova viva do prestígio às mulheres. A diferença no MDB é que a gente faz”, completou o pré-candidato ao governo paulista.

“Olelê, olalá, o Skaf vem aí pra São Paulo governar!”, disparava a plateia, em grito de guerra, quando o pré-candidato a governador foi chamado para discursar. Skaf reafirmou que, se eleito, dotará a educação pública estadual de padrão Sesi – Serviço Social da Indústria. “Nossos 3,8 milhões de alunos têm direito a ter sucesso na vida”, com escolas adequadas, em tempo integral, atendidas por professores qualificados e valorizados. Igual racionínio, acrescentou, vale para a rede de Etec e Fatec – Escolas Técnicas e Faculdades de Tecnologia. “Há pessoal competente para que tenham inovação e eficiência, a exemplo do que ocorre com unidades do Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial)”.

Na saúde, Skaf destacou a implantação de prontuário eletrônico integrado entre todas as unidades públicas para melhorar a assistência. ”Prefeituras têm de investir 25% das receitas correntes líquidas no setor. Não são 30%. Isso quebra os municípios. Cabe ao Estado organizar de forma adequada para que as pessoas tenham atendimento ágil e eficiente”, sintetizou.

Quanto à segurança, o pré-candidato a governador frisou que a Polícia Civil está abandonada, com delegacias assaltadas. “Queremos modernidade, investigação com todos os aparatos de inteligência. Trabalho entrosado entre as polícias. Se preciso for, mudar a legislação. Como governador, tudo será com o governo de São Paulo. Não tem essa de jogar para o governo federal. São Paulo terá orgulho da Polícia e o policial terá orgulho de ser policial”, pregou, ao repetir que o “PSDB já deu o que tinha que dar”.

A atenção pessoal aos setores com maior volume de carências foi o compromisso firmado repetidas vezes por Skaf em seu discurso. Ele focou ainda a geração de empregos, a infraestrutura urbana e os transportes. “São todas áreas que acompanharei pessoalmente para tirar São Paulo da dormência e elevá-lo à condição de exemplo mundial a que tem direito”, sublinhou.

Quanto à ausência de uma grande aliança partidária em torno do seu nome, Skaf frisou que “temos a melhor e maior coligação – a do povo de São Paulo”. Com pesquisas apontando entre 20% e 25% da preferência do eleitorado, ele disse que são 7 milhões de pessoas, o equivalente a 100 estádios do tamanho do Maracanã entupidos de gente. “É com eles que estamos (coligados)!”.

“Não queremos ser governador; queremos governar São Paulo. Vamos fazer um governo eficiente, de gente preparada, competente, honesta”, adicionou o pré-candidato emedebista, agradecendo os trabalhadores, agricultores, empregados domésticos, “todos que se uniram ao exército da paz, do bem que está conosco”. E garantiu: “Vamos fazer o melhor governo que São Paulo já teve. Valorizar e respeitar a população paulista”.

Encerrando o discurso, Skaf citou o trecho da música “Nunca Pare de Sonhar”, de Gonzaguinha: “Fé na vida, fé no homem, fé no que virá. Nós podemos tudo, nós podemos mais. Vamos lá fazer o que será”. E deixou o palco carregado nos braços da eufórica plateia da convenção.

Dentre as muitas autoridades, dirigentes de diretórios municipais e lideranças do MDB paulista presentes ao encontro, estavam o senador Airton Sandoval, os deputados federais Beto Mansur e Herculano Passos, os deputados estaduais Jorge Caruso e Itamar Borges, o vereador paulistano George Hato – representando também o pai, deputado estadual Jooji Hato e os vereadores mogianos Mauro Araújo, que preside o MDB local, e Diego de Amorim Martins, o Diegão.

Mais fotos
Mais informações:

Mel Tominaga
Jornalista – MTB 21.286
Tels: (11) 99266-7924 e (11) 4721-2001
E-mail: mel.tominaga@junjiabe.com
Enviar por e-mail Versão para Impressão   Ler mais notícias
 

   



     
   
  Junji e Juliano, pai e filho, nas eleições 2018  
         
 
“Depositem nas urnas as soluções para transformar a sociedade”
 
         
 
Militância transforma convenção em grande festa democrática
 
         
     
 
 
JUNJI ABE  |  NOTÍCIAS  |  ARTIGOS  |  IMPRENSA  |  GALERIA  |  Todos os direitos reservados © Junji Abe 2011  | Login


Brasília: Câmara dos Deputados, Anexo IV - Gab 512 - CEP 70160-900 - Brasília⁄DF | Telefone: (61) 3215-5512 | E-mail: dep.junjiabe@camara.leg.br
Av. Fausta Duarte de Araújo, nº 153- CEP: 08730-130 - Jd. Santista- Mogi das Cruzes - SP   |   Telefone: (11) 4721-2001   |   E-mail: contato@junjiabe.com