Quem sou eu Artigos Fotos com o deputado Deu na Imprensa Notícias Fale com o Junji Fale com o Junji
   
   
   
 
E-mail:
 
 
 

CPMF Não!

  Suzano faz ato público hoje
Junji pede adesão geral ao protesto organizado pelo vereador Israel Lacerda, reforça divulgação sobre os efeitos do imposto e alerta que
09/03/2011 Enviar por e-mail Versão para Impressão acessos
1432
Junji: “Ser contra a volta da CPMF é ser a favor do povo brasileiro"
 
Será realizado neste sábado (12/03/11), na Praça João Pessoa, em Suzano, um ato público contra a volta da CPMF – Contribuição Provisória sobre Movimentações Financeiras. O evento faz parte do Movimento Nacional CPMF Não! e marca o reforço no Alto Tietê das ações em repúdio ao aumento da já elevada carga tributária no Brasil. O deputado federal Junji Abe (DEM-SP), um dos articuladores da mobilização na Região, pede adesão geral à manifestação e alerta: “o pior inimigo da sociedade é a desinformação”.

Organizado pelo vereador suzanense Israel Lacerda (PTB), o ato público do próximo sábado terá início às 10 horas e prosseguirá até as 13 horas, período de pico da movimentação na área central de Suzano. O evento objetiva fortalecer a campanha de esclarecimento sobre os efeitos da CPMF no cotidiano dos brasileiros, associada à coleta de assinaturas no abaixo-assinado que será encaminhado à Presidência da República e ao Congresso Nacional.

“Ser contra a volta da CPMF é ser a favor do povo brasileiro. Principalmente, dos mais pobres que vão sentir um peso muito maior no bolso. Arroz, feijão, leite, carne, ovos, luz, água, transporte, tudo vai ficar mais caro”, enfatizou Junji, esclarecendo que o abaixo-assinado manifesta o repúdio popular não somente ao retorno da Contribuição, como também à criação de qualquer outro tributo.

Criticando o “equivocado discurso Robin Hood de que a CPMF vai tirar dos ricos para dar aos pobres”, o deputado afirmou que a desinformação tem sido usada para iludir a população. E disparou: “É uma mentira deslavada dizer que o retorno do imposto só prejudica a classe alta e não afeta as famílias carentes. Outra mentira é falar que o peso da CPMF vai somente nas costas de quem tem conta em banco e usa cheque”.

Segundo cálculos do IBPT – Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário, se a alíquota do tributo for de 0,38%, os preços subirão, em média, 1,5%. Por exemplo, quem gasta R$ 300,00 para fazer a compra do mês, com a CPMF terá de desembolsar R$ 306,00 para comprar os mesmos produtos. De acordo com Junji, “R$ 6,00 não doem nada no bolso do rico mas, para o pobre, são quase cinco quilos de arroz a menos na mesa”, apontou, acrescentando que o aumento da carga tributária, seja com o retorno da CPMF ou com a criação de qualquer outro tributo, vai sacrificar, principalmente, as pessoas que têm renda mensal de até três salários mínimos.

Ao fazer uma breve retrospectiva da mobilização, Junji Abe agradeceu o empenho de todos e reforçou o apelo para que ninguém esmoreça, acreditando que o assunto está superado. “Temos de nos manter atentos 24 horas por dia para rechaçar qualquer tentativa de subir a absurda carga de impostos, que chega a 40% do valor do produto. Às vezes, o que parece sepultado volta para nos assombrar. Vejam só a história do lixão em Mogi”, comparou, referindo-se à nova tentativa da empresa Queiroz Galvão de instalar um aterro sanitário na Cidade, depois de, aparentemente, ter sido vencida nos canais competentes respaldados na intensa mobilização popular contra o empreendimento.

O movimento
A mobilização no Alto Tietê, articulada pelo deputado federal Junji Abe, com o apoio de dezenas de lideranças classistas, políticas e comunitárias, faz parte da cruzada nacional contra a retomada da cobrança, extinta em 2007, que voltou a ser cogitada pelo governo federal. O Movimento CPMF Não! foi idealizado pelo professor universitário, escritor e blogueiro João Mattar. Difundido pela internet, conquistou a adesão de colaboradores em diversas cidades brasileiras (veja mais).

O ingresso oficial do Alto Tietê ao Movimento CPMF Não! ocorreu com o ato público realizado no dia 20 de novembro último, no Largo do Rosário, em Mogi das Cruzes. Na mesma data e horário, houve protestos em diversas cidades do País. As manifestações também deram início à campanha de esclarecimento sobre os efeitos da CPMF no cotidiano dos brasileiros e à coleta de assinaturas no abaixo-assinado.

O ato público em Suzano será a quarta grande manifestação de rua no Alto Tietê. Já foram realizados dois atos públicos em Mogi e um na cidade de Poá. O deputado destacou que o movimento é cívico e não tem coloração partidária. Ele fez questão de agradecer o empenho de lideranças do setor produtivo e da sociedade civil da Região, além de valorizar a iniciativa do vereador Lacerda e o “trabalho de fôlego” desenvolvido em Poá pela vereadora Jeruza Lisboa Pacheco Reis (PTB), em conjunto com os irmãos Almir e Antonio Guarinho. Almir preside a Juventude Democrata (DEM) local.

João Mattar também se mostra satisfeito com a evolução do Movimento: “São pessoas que realmente estão se dedicando. E isto me deixa muito feliz. Afinal, nossa manifestação é cívica e apartidária. Somos cidadãos trabalhando pelo bem-estar comum”. Segundo Junji, as listas para colher adesões ao abaixo-assinado nas cidades da Região continuam circulando. Há cerca de 20 pontos fixos de coleta de signatários (veja relação) nas 32 instituições parceiras, além de voluntários que vêm angariando novas adesões em diversos locais de grande concentração de público.

O abaixo-assinado do Alto Tietê conta com 7.730 signatários, conforme o levantamento realizado em janeiro último (10/01/11). A versão eletrônica do documento registrava 14.745 assinaturas nesta quarta-feira (09/03). Para assinar, basta acessar aqui, clicar no item abaixo-assinado e informar os dados obrigatórios – nome, e-mail e RG. Pronto: a adesão estará completa.

Os organizadores do Movimento esperam reunir um número expressivo de adeptos até o final deste mês de março para encadernar as listas de todo o Brasil e fazer a entrega oficial em Brasília. Cabe a Junji a missão de monitorar o clima no Congresso Nacional e orientar o comando nacional da mobilização sobre o melhor momento para tratar do assunto.

Entidades engajadas no Movimento CPMF Não!

• AC - Associação Comercial de Biritiba Mirim
• ACE - Associação Comercial e Empresarial de Suzano
• ACETS - Associação Comercial da Estância Turística de Salesópolis
• ACIP – Associação Comercial e Industrial de Poá
• ACMC – Associação Comercial de Mogi das Cruzes
• AEAMC – Associação dos Engenheiros, Arquitetos e Agrônomos de Mogi das Cruzes
• Arpemei – Associação Regional das Pequenas e Médias Empresas Industriais
• Associação dos Moradores e Produtores do Taboão
• Cadi – Centro Azul de Doação e Igualdade
• Câmara Municipal de Mogi das Cruzes
• Câmara Municipal de Poá
• Câmara Municipal de Suzano
• Corecon-SP – Conselho Regional de Economia / Delegacia Mogi das Cruzes
• Deputado federal eleito Junji Abe e equipe
• Diretório Municipal do PPS de Mogi das Cruzes
• Fiesp/Ciesp– Federação e Centro das Indústrias do Estado de São Paulo / Regional de Mogi das Cruzes
• IB - Instituto Barbatti
• Juventude DEM de Poá
• Movimento Brás Cubas em Ação
• OAB – Ordem dos Advogados do Brasil / 17ª Subseção de Mogi das Cruzes
• OAB / 77ª Subseção de Poá
• ONG Adote Já
• Prefeitura Municipal de Mogi das Cruzes
• Sebrae-SP – Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas
• Senai – Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial / Mogi das Cruzes
• Senai/Suzano
• Sesi – Serviço Social da Indústria / Braz Cubas
• Sincomércio – Sindicato do Comércio Varejista
• Sindicato dos Engenheiros do Estado de São Paulo – Delegacia Alto Tietê
• Sindicato Rural de Mogi das Cruzes
• Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Mogi das Cruzes
• SindusCon-SP / Delegacia de Mogi das Cruzes e Região
Mais informações:

Mel Tominaga
Jornalista – MTB 21.286
Tels: (11) 99266-7924 e (11) 4721-2001
E-mail: mel.tominaga@junjiabe.com
Enviar por e-mail Versão para Impressão   Ler mais notícias
 

   



 
 
JUNJI ABE  |  NOTÍCIAS  |  ARTIGOS  |  IMPRENSA  |  GALERIA  |  Todos os direitos reservados © Junji Abe 2011  | Login


Av. Fausta Duarte de Araújo, nº 145- CEP: 08730-130 - Jd. Santista- Mogi das Cruzes- SP   |   Telefone: (11) 4721-2001   |   Email: contato@junjiabe.com