Quem sou eu Artigos Fotos com o deputado Deu na Imprensa Notícias Fale com o Junji Fale com o Junji
   
   
   
 
E-mail:
 
 
 

CPMF Não!

  Idealizador do Movimento em Mogi
Professor João Mattar participa, nesta quinta-feira, de evento da Fiesp/Ciesp para conversar com Junji e lideranças do Alto Tietê envolvidas na mobilização regional contra o imposto
15/12/2010 Enviar por e-mail Versão para Impressão acessos
951
Junji, Skaff e Mattar, no ato público realizado na sede da Fiesp: "Até então, só conhecia o deputado pelo Twitter", diz o idealizador do Movimento CPMF Não!
 
O idealizador do Movimento Nacional CPMF Não!, João Mattar, estará em Mogi das Cruzes nesta quinta-feira (16/12/10) para conversar com o deputado federal eleito Junji Abe (DEM) e demais lideranças do Alto Tietê que estão engajadas na cruzada nacional contra a volta da CPMF – Contribuição Provisória sobre Movimentações Financeiras e a criação de qualquer outro imposto, como já sinalizou o governo federal.

A convite do diretor regional da Fiesp/Ciesp Fiesp/Ciesp – Federação e do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo, Milton Sobrosa, Mattar participará do encontro anual da entidade, marcado para as 19 horas no Sesi, Distrito de Braz Cubas. “É interessante ele conhecer nosso pessoal, considerando que a mobilização do Alto Tietê desponta entre as mais dinâmicas de todo o Brasil. Também é uma excelente oportunidade para fortalecer a mobilização junto ao empresariado”, observou Junji.

Também com o objetivo de evidenciar a importância da adesão ao Movimento CPMF Não! para combater o aumento da já pesada carga tributária, estava prevista no encontro a presença do presidente do Sistema Fiesp/Ciesp, Paulo Skaff. Porém, compromissos inesperados em São Paulo impossibilitarão sua participação.

“Não podemos baixar a guarda. Precisamos garantir a efervescência da mobilização social contra o aumento da carga tributária. Principalmente agora que o presidente Lula assumiu a condição de garoto-propaganda da CPMF”, alertou Junji, reforçando o apelo cotidiano que tem feito pelo Twitter para que as pessoas não se enganem quanto aos efeitos da volta do tributo: “Os mais pobres serão os mais sacrificados. Arroz, feijão, leite, remédios, tudo vai subir se o governo ressuscitar a CPMF ou criar outro tributo”.

A adesão oficial do Alto Tietê ao Movimento CPMF Não! ocorreu com o ato público realizado no último dia 20, no Largo do Rosário, em Mogi das Cruzes. Na mesma data e horário, houve protestos em diversas cidades do País (veja mais: http://cpmf-nao.blogspot.com). As manifestações também deram início à campanha de esclarecimento sobre os efeitos da CPMF no cotidiano dos brasileiros e à coleta de assinaturas no abaixo-assinado.

A expectativa dos organizadores do Movimento é ter um número expressivo de adeptos até o final de janeiro próximo para encadernar as listas de todo o Brasil e fazer a entrega oficial em Brasília: “Entre fevereiro e março do ano que vem”, acredita o deputado eleito. Os destinatários são a Presidência da República, o Senado e a Câmara Federal.

Articulada por Junji, a mobilização no Alto Tietê conta com a participação direta de 32 instituições dos setores produtivos e da sociedade civil. Já foram realizados dois atos públicos em Mogi e um na cidade de Poá. Segundo Junji, as listas para colher adesões ao abaixo-assinado nas cidades da Região continuam circulando. Há cerca de 20
pontos fixos de coleta de signatários nas instituições parceiras, além de voluntários que vêm angariando novas adesões em diversos locais de grande concentração de público.

O abaixo-assinado do Alto Tietê conta com 4.209 signatários, conforme o levantamento da semana passada (09/12/10). A versão eletrônica do documento registrava 14.401 assinaturas na tarde desta quarta-feira (15/12). Para assinar, basta acessar http://www.junjiabe.com/cpmfnao, clicar no item abaixo-assinado e informar os dados obrigatórios – nome, e-mail e RG. Pronto: a adesão estará completa.

O idealizador
Formado em Filosofia pela PUC-SP – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e em Letras pela USP – Universidade de São Paulo onde também concluiu o Doutorado em Literatura, é pós-graduado em Administração de Empresas pela FGV-EAESP – Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas e pós-doutorado pela Stanford University, da Califórnia, além de ser pesquisador, blogueiro e autor de diversos livros, artigos e traduções, com destaque para as obras “Metodologia Científica na Era da Informática” e “Filosofia e Ética na Administração”. Este é um breve perfil do Professor Doutor João Mattar, o idealizador do Movimento CPMF Não!.

Pouco afeito aos holofotes, Mattar demorou para aparecer. O Movimento CPMF Não! foi inspirado nos tuiteiros que começaram a lotar o microblog com manifestações de repúdio à volta do tributo. Isto ocorreu logo após o segundo turno das eleições presidenciais, quando governadores começaram a defender a volta do imposto e receberam o aceno favorável da presidente eleita Dilma Roussef. Mattar criou a identidade @cpmfnao no Twitter. A partir daí, pipocaram colaboradores, como o autor do logotipo utilizado na campanha.

“Senti que precisava de mais espaço. Então, criei um blog – http://cpmf-nao.blogspot.com e passei a propor mobilizações nas diversas cidades brasileiras. Com o Junji foi assim. Ele foi um dos primeiros políticos a se manifestar. Eu o conheci no Twitter porque ele se propôs a cuidar da mobilização na Região de Mogi”, contou Mattar que só se identificou quase um mês depois do surgimento de um verdadeiro batalhão de adeptos.

Difundido pela internet, o Movimento, “cívico e sem coloração partidária”, conquistou parceiros no Brasil inteiro e não tardou para virar a cruzada nacional contra o aumento da carga tributária. Junji e Mattar se conheceram no início do mês durante (03/12/10), durante ato público , realizado na sede da Fiesp, com a participação de mais de 200 entidades do setor produtivo e da sociedade civil.

Entidades engajadas no Movimento CPMF Não!
AC - Associação Comercial de Biritiba Mirim
ACE - Associação Comercial e Empresarial de Suzano
ACETS - Associação Comercial da Estância Turística de Salesópolis
ACIP – Associação Comercial e Industrial de Poá
ACMC – Associação Comercial de Mogi das Cruzes
AEAMC – Associação dos Engenheiros, Arquitetos e Agrônomos de Mogi das Cruzes
Arpemei – Associação Regional das Pequenas e Médias Empresas Industriais
Associação dos Moradores e Produtores do Taboão
Cadi – Centro Azul de Doação e Igualdade
Câmara Municipal de Mogi das Cruzes
Câmara Municipal de Poá
Câmara Municipal de Suzano
Corecon-SP – Conselho Regional de Economia / Delegacia Mogi das Cruzes
Deputado federal eleito Junji Abe e equipe
Diretório Municipal do PPS de Mogi das Cruzes
Fiesp/Ciesp– Federação e Centro das Indústrias do Estado de São Paulo / Regional de Mogi das Cruzes
IB - Instituto Barbatti
Juventude DEM de Poá
Movimento Brás Cubas em Ação
OAB – Ordem dos Advogados do Brasil / 17ª Subseção de Mogi das Cruzes
OAB / 77ª Subseção de Poá
ONG Adote Já
Prefeitura Municipal de Mogi das Cruzes
Sebrae-SP – Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas
Senai – Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial / Mogi das Cruzes
Senai/Suzano
Sesi – Serviço Social da Indústria / Braz Cubas
Sincomércio – Sindicato do Comércio Varejista
Sindicato dos Engenheiros do Estado de São Paulo – Delegacia Alto Tietê
Sindicato Rural de Mogi das Cruzes
Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Mogi das Cruzes
SindusCon-SP / Delegacia de Mogi das Cruzes e Região
Mais informações:

Mel Tominaga
Jornalista – MTB 21.286
Tels: (11) 99266-7924 e (11) 4721-2001
E-mail: mel.tominaga@junjiabe.com
Enviar por e-mail Versão para Impressão   Ler mais notícias
 

   



 
 
JUNJI ABE  |  NOTÍCIAS  |  ARTIGOS  |  IMPRENSA  |  GALERIA  |  Todos os direitos reservados © Junji Abe 2011  | Login


Av. Fausta Duarte de Araújo, nº 145- CEP: 08730-130 - Jd. Santista- Mogi das Cruzes- SP   |   Telefone: (11) 4721-2001   |   Email: contato@junjiabe.com