Quem sou eu Artigos Fotos com o deputado Deu na Imprensa Notícias Fale com o Junji Fale com o Junji
   
   
   
 
E-mail:
 
 
 
 
agir ou morrer
Quinta-feira, 10 de Dezembro de 2009 Enviar por e-mail Versão para Impressão acessos
1659
 
Mais uma vez, as enchentes causaram destruio em srie e multiplicaram vtimas, muitas fatais. Diante da tragdia que manchetou o noticirio nacional, as informaes sobre a Conferncia do Clima em Copenhague acabaram relegadas a notas de rodap. Fato que o tema debatido na capital da Dinamarca tem relao umbilical com as inundaes. As chuvas quase dirias nas cidades brasileiras j podem ser conseqncia de mudanas climticas decorrentes do aquecimento global.

Longas estiagens desertificando reas frteis, chuvas torrenciais alagando territrios, sucesso de furaces, epidemias de dengue e ressurgimento de doenas como a malria esto entre as sequelas da elevao da temperatura na Terra. Por ser gradativo, o processo se desenrola sem que a maioria das pessoas perceba.

J se reconhece que a devastao ambiental torna impossvel a sobrevivncia humana. Est na destruio das matas, na derrubada de rvores na Amaznia, em ocupaes irregulares de vrzeas e reas de risco, no despejo de esgotos sem tratamento nos rios, em lixes clandestinos, na fumaa de fbricas e carros...

Resta compreender que a bateria de danos ambientais inclui, entre outros, a ausncia de gesto adequada dos resduos domsticos desde a separao do lixo e coleta seletiva at a destinao racional dos rejeitos. Destaco, aqui, a lastimvel prtica de enterrar o lixo.

Escondidos sob camadas de terra, os aterros sanitrios emanam, sistematicamente, gases do efeito estufa. S trazem prejuzos sade e ao meio ambiente. No bastasse, so o estandarte do desperdcio de energia. Ou, o desprezo soluo energtica que o mundo inteiro tanto persegue. Se aproveitada com o uso da tecnologia de incinerao, uma tonelada de resduos domiciliares equivale a 250 litros de combustvel, o suficiente para manter 15 carros rodando 200 quilmetros por dia, cada um.

Na Regio do Alto Tiet, por exemplo, os resduos, atualmente enterrados, poderiam garantir uma frota de 19,5 mil veculos percorrendo 200 quilmetros dirios, cada um ou manter acesas 260 mil lmpadas de iluminao pblica por dez horas, todos os dias. lgico que a metamorfose do lixo em energia limpa s se processa com tecnologia apropriada.

Para corrigir a rota na gesto do lixo, fundamental a mobilizao da sociedade como agente propulsor de polticas pblicas. Nesse contexto, chamo a ateno para o Frum de Resduos Slidos Alto Tiet, que ser realizado na prxima segunda-feira (14/12/2009), das 8 s 17 horas, no Auditrio do Cemforpe (R. Antenor Leite da Cunha, 55, Nova Mogilar), em Mogi das Cruzes. um evento gratuito e aberto ao pblico. Basta fazer inscrio pelo site www.luzdolixo.com.br.

Todos temos muito a ver com o aquecimento global. Tanto o governo quanto o cidado tem de fazer sua parte. De um lado, polticas pblicas para incentivar a produo sustentvel, prover saneamento bsico com o devido tratamento dos esgotos, consolidar a educao ambiental, coibir a degradao do meio ambiente, viabilizar a coleta seletiva, reciclagem de resduos e tecnologias limpas para gesto dos resduos slidos. De outro, a efetiva participao individual, com a conscincia de que suas atitudes dirias fazem a diferena entre a sobrevivncia humana no planeta e a tragdia universal de desabrigados ambientais sem refgio. Participar do Frum j um bom comeo.
Enviar por e-mail Versão para Impressão   Ler mais artigos
 
   



     
 
11/04/2014
Ateno aos obesos
 
08/04/2010
Imprensa amordaada, fim da democracia
 
09/07/2010
De corpo e alma
 
 
 
 
JUNJI ABE  |  NOTÍCIAS  |  ARTIGOS  |  IMPRENSA  |  GALERIA  |  Todos os direitos reservados © Junji Abe 2011  | Login


Correspondência: Av. Fausta Duarte de Araújo, nº 145 - CEP: 08730-130 - Jd. Santista - Mogi das Cruzes - SP   |   Telefone: (11) 4721-2001   |   E-mail: contato@junjiabe.com